quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

As equipas de intervenção deram-nos formação para o simulacro!

No dia 7 de janeiro, veio à nossa escola um grupo de polícias e bombeiros dar-nos uma formação sobre o que fazer em caso de incêndio e como preveni-lo. 

Os bombeiros, através de um powerpoint, demonstraram-nos várias situações de incêndio, o que fazer para os prevenir e o que fazer durante um caso destes.

O grupo de agentes que veio explicou-nos o que se ia passar durante o simulacro e quais seriam as nossas responsabilidades. Foram bastante simpáticos e explícitos. Ficámos logo entusiasmados! A seguir, fomos conhecer o carro dos bombeiros.



No dia seguinte, quando chegámos ao Floresta Center, dividimo-nos em polícias e bombeiros. Os alunos-polícias vestiram as suas “fardas” e formaram duplas a quem, depois, foi atribuído um agente da PSP. Eles deveriam ajudar-nos e orientar-nos nas nossas funções.



A seguir, foi a vez do grupo dos bombeiros que também se vestiram de alunos-bombeiros e dividimo-nos da mesma maneira, mas fomos acompanhados por um bombeiro.
Cada grupo de bombeiros reuniu-se com o seu responsável para receberem as instruções e depois foram para o exterior do edifício esperar pelo toque do alarme. 




Com os polícias, a divisão foi diferente. Alguns ficaram responsáveis por patrulhar o interior do Floresta e os restantes ficaram responsáveis por cortar e regular o trânsito no exterior do edifício.




Quando o alarme tocou os alunos-polícias procederam à evacuação do centro, enquanto duas equipas cortavam o trânsito pedonal e automobilístico nos acessos ao Floresta.
Depois da evacuação, em cada piso ficou uma equipa para proceder à segurança e proteção das lojas e impedir a circulação de pessoas não autorizadas.

Chegaram, então, as equipas de bombeiros prontos para extinguir o foco de incêndio que se localizava na zona da restauração, no último piso. Os bombeiros agarraram nas mangueiras, respeitando as normas de segurança, e subiram as escadas. Como o foco de incêndio era pequeno, foi facilmente controlado apenas com um extintor.  





Os bombeiros verificaram se existiam feridos. Encontraram dois e imediatamente chamaram os seus colegas socorristas. Os socorristas procederam à verificação do estado das vítimas e depois de estabilizadas foram levadas para um ponto de abrigo no exterior do centro.






Depois de verificar que o incêndio estava controlado, os bombeiros retiraram. Recolheram as mangueiras e voltaram para o exterior.

Os alunos-polícias, nesta fase, regularam a entrada das pessoas no centro e impediram a passagem para o último piso (onde tinha sido o foco de incêndio) até estarem reunidas todas as condições de segurança para aí circularem.

Quando terminou o simulacro, fizemos um balanço bastante positivo da atividade. É uma experiência que nunca vamos esquecer. Foi muito educativa e dinâmica. Agora percebemos o que devemos fazer e como ajudar os outros numa situação idêntica.

Aprendemos principalmente a respeitar o fantástico trabalho realizado pelos bombeiros e pelos polícias para salvaguardar a nossa segurança e bem-estar. 

Esperamos que haja mais iniciativas como esta, tão ricas, tão dinâmicas e tão úteis à nossa aprendizagem como cidadãos e membros da sociedade.

Alunos do 4º ano

1 comentário:

  1. Estão muito bem os meus meninos. Saudades, adoro-vos!

    Cristina Frazão

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo